Desenvolvimento do bebê, saiba o que é normal

desenvolvimento do bebêNós sempre queremos que nossos filhos sejam adiantados, mas com as redes sociais em que todo mundo sabe tudo de todo mundo, algumas mamães ficam preocupadas quando vê o filho da amiga que é mais novo que o dela fazendo algo que o dela ainda não faz.

Eu passei por isso já que a Mel demorou a engatinhar, a andar e tem quase 1 ano e meio e fala pouquíssimas palavras. É por isso que decidi falar sobre esse assunto para tranquilizar a maioria das mamães e para alertar aquelas que devem realmente se preocupar em relação ao desenvolvimento do bebê.

O desenvolvimento do bebê varia muito

Fazer comparações com bebês com a idade muito próxima da idade do seu filho pode te deixar ansiosa e frustrada. Se você conhece um bebê que é 2, 3, até 6 meses mais novo que o seu e faz algo que o seu filho não faz, tenha calma. O ideal é que você acompanhe o cartão de vacina, nas páginas 44 a 47 tem uma tabela que serve como instrumento de vigilância do desenvolvimento do bebê.

Você só deve se preocupar realmente quando no desenvolvimento do bebê houver ausência de 2 ou mais marcos para a faixa etária anterior. Vou citar um exemplo: se seu filho tem um ano completo e não alcançou 2 ou mais marcos de desenvolvimento na tabela relativa a bebês entre 8 e 11 meses completos, você deve conversar com o pediatra, provavelmente ele vai pedir algum exame extra.

Caso ele só não tenha alcançado um marco da faixa etária anterior, ou alguns marcos na faixa etária em que ele está, não se preocupe, isso é muito normal, pois cada criança tem o seu tempo. Além disso, é bem provável que seu filho esteja adiantado em alguma outra coisa, que muitas vezes nem está no livrinho.

Vou citar o exemplo da Mel. Ela só foi engatinhar de verdade, aquela engatinhada clássica com o tronco levantado com mais de 10 meses, antes ela só se arrastava, e andar solta só com 1 ano e 4 meses. É lógico que eu me preocupava, mas era fato de que não havia nada de errado com ela, em muitas outras coisas ela não me deu trabalho como dormir a noite inteira desde os 5 meses, comer segurando as frutinhas desde os 8 meses, comer de tudo e muitas outras coisas que crianças maiores não fazem.

Nesse vídeo a Mel tinha começado a andar a apenas um mês.

Estímulo é muito  importante para o desenvolvimento do bebê

As crianças aprendem tudo por imitação, por isso os bebês que têm irmãos mais velhos ou que ficam em creche desde muito cedo se desenvolvem muito mais rápido, afinal eles precisam se virar e adquirir uma independência maior para poder buscar o que quer e aprender a se comunicar.

Nós que somos mães entendemos tudo o que nosso filho quer só pelo olhar ou pelo choro, mas quando ele vai para a creche ele vai precisar mostrar o que quer, caso contrário nunca terá ou pelo menos irá demorar muito.

A pediatra da Mel falou que eu a colocasse na creche quando eu a levei na consulta com 1 ano e 4 meses e ela ainda não andava nem falava. Não tenho nada contra creche, mas se eu optei por trabalhar em casa para cuidar dela, não faz muito sentido eu colocá-la na creche.

Mesmo assim eu decidi que se ela chegasse a um ano e meio sem andar ou falar eu a colocaria, não precisou.

Tudo é uma questão de escolha e possibilidade. Seu filho vai se desenvolver muito mais rápido na creche, mas por outro lado ele vai ficar doente com muito mais frequência. Se você pode escolher entre colocar na creche ou não, você precisa colocar na balança o que é mais importante nesse momento para o desenvolvimento do bebê e a saúde dele também.

Não se culpe

Eu ficava tentando colocar a culpa em mim em relação ao “atraso” no desenvolvimento da Mel. Eu achava que não a estimulava o suficiente já que preciso ficar trabalhando e ela muitas vezes assistindo desenho, ou que o fato de eu e o pai dela sermos primos teria influenciado em algo no intelecto dela, ou de ter me dedicado a fazê-la dormir de noite o mais cedo possível já que quando recém-nascida ela estava “virada”, enfim, sempre me culpando como qualquer mãe normal.

Mas a realidade é que nós mães vamos sempre nos culpar e a culpa não é nossa, cada criança tem um tempo e é preciso respeitar o tempo do seu filho e estimulá-lo sempre que possível, lembrando que estímulo demais também não é bom porque deixa a criança estressada.

Meu bebezinho por mais tempo

Você já deve ter ouvido falar muito a frase “passa muito rápido” e passa mesmo, parece que foi ontem que eu tinha a Mel em meus braços totalmente dependente, delicada, que nem se virava sozinha, hoje ela está toda esperta, correndo, comendo sozinha, não dorme comigo de jeito nenhum, enfim… está crescendo.

Mas se a gente sofre tanto com isso, sente tanta falta de quando o bebê era pequenininho, pra que vamos querer que o desenvolvimento do bebê avance tão rápido? Que tal aproveitar mais o seu bebezinho por mais tempo? Foi isso que decidimos fazer com a Mel, estimulá-la sempre, mas ao mesmo tempo aproveitar esse jeitinho de bebê que ela tem.

Espero que eu tenha te ajudado a “desencanar” um pouco sobre o desenvolvimento do bebê como eu desencanei e que você saiba esperar o tempo do seu filho e aproveitar cada minuto enquanto ele ainda cabe no seu colo.

Abaixo seguem mais alguns artigos do Doce como Mel que você deve gostar:

Papinha salgada para bebê

Problemas na amamentação

The following two tabs change content below.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.